AAFIT e Sindifisco-DF reúnem-se com subsecretária para discutir concurso público

A AAFIT e o Sindifisco-DF se reuniram na manhã desta quarta-feira (22) no Palácio do Buriti com a Subsecretária de Gestão de Recursos Humanos, Jozélia Praça de Medeiros, e seu assessor, Alexandre Sacramento, para reforçar a urgência na formulação do concurso público para auditores tributários da Secretaria de Fazenda do Distrito Federal.

Na reunião, foram confirmadas as etapas da redação e do curso de formação para o concurso público. O presidente da AAFIT, Lirando de Azevedo Jacundá, e o vice-presidente e secretário adjunto de Ciência e Tecnologia do DF, Antônio Alves do Nascimento Neto (Tonhão), pediram atenção na formulação das provas para evitar o problema que aconteceu no último concurso realizado em 1993, onde os reprovados entraram com recursos administrativos e judiciais pela correção da redação atrasando a nomeação de muitos auditores.

O presidente do Sindifisco-DF, Jason Henrique Cares, e o vice-presidente do Sindifisco-DF, Antônio Ribeiro dos Santos, explicaram que o Sindicato e a Associação lutam há anos pela realização do concurso para melhorar a atual situação, onde há poucos auditores tributários para monitorar e fiscalizar milhares de contribuintes. Jason também alertou que é pouca a quantidade de vagas para o concurso.

A subsecretária Jozélia Medeiros disse estar ciente dos problemas e que fará o que estiver ao seu alcance para agir rapidamente sempre primando pela legalidade na realização do concurso. O assessor Alexandre Sacramento comentou que pode abrir mais vagas dentro do prazo da validade por causa do curso de formação e que o prazo para chamar os aprovados é de até dois anos. Também disse que a homologação do concurso pode sair até abril do ano que vem.

Proporção salarial
Tonhão solicitou a proporcionalidade dos salários dos auditores tributários e dos fiscais no concurso público. Lirando Jacundá reforçou e pediu apoio para separação das carreiras envolvidas objetivando acabar com a atual discórdia dentre elas